fbpx

Figueira da Foz: Festas da Cidade/São João

Calendário
Distrito de Coimbra
Data
Sáb. 01/06 - Dom. 30/06

Descrição

O programa das festas tem início a 01 de junho com a ligação da iluminação decorativa em várias artérias da cidade e com um grande nome da música portuguesa, Ana Moura, que atua no CAE assinalando o 17.º aniversário deste equipamento municipal. Sob o lema ‘Figueira Famílias Felizes’, a 1 e 2 de junhoentre as 14h00 e as 18h00 decorrem também, no Parque das Abadias, as comemorações do Dia Mundial da Criança, com o apoio da Águas da Figueira, prometendo encher de cor e alegria aquele parque verde, com um programa pensado e preparado especialmente para os mais pequeninos.

No desporto destacamos o Hugo Almeida FootVoley Cup / Portugal Series, entre 7 e 9 de junho; a Meia Maratona Internacional da Figueira da Foz, no dia 10 de Junho; os Campeonatos Nacionais Universitários de Desportos de Praia, de 11 a 13 de junho; o Madjer Youth Cup, entre 21 e 23 de junho; o Hugo Almeida FootVoley Cup / European Series, a 28 e 29 de junho. A Taça de S. João do Núcleo dos Antigos Remadores da Associação Naval 1.º de Maio, a 1 de junho e a Regata de São João do CNAFF, 22 de junho, completam o programa desportivo da quadra festiva onde a boa disposição é garantida no dia 15 de junho pela Regata + Louca do Mondego uma organização dos Escuteiros Marítimos, que promete proporcionar uma tarde divertida e inesquecível no Rio Mondego junto à Praça da Europa.

Entre 7 e 9 de junho, a Festa da Sardinha da Malta do Viso, regressa ao Coliseu Figueirense onde o menu não podia ser mais típico: sardinha assada, broa, caldo verde e muita música pelo Duo SanPedro.

A 8 de junho realiza-se a 1ª edição do República ConVida. Uma iniciativa organizada pela Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, ACIFF e pela CMFF, cujos objetivos prendem-se com a dinamização desta zona nobre e de excelência da cidade, no que ao comércio tradicional se refere; valorização da importância do movimento associativo ao serviço do Turismo e enquanto motor do próprio desenvolvimento económico do Concelho. O programa de animação é diversificado e desenvolve-se ao longo de todo o dia.

Entre 14 e 24 de junho, no Parque da Avenida de Espanha, abre o clássico e sempre do agrado dos mais jovens Parque de Divertimentos de São João, com as tradicionais diversões e jogos e onde as farturas não vão faltar.

De 20 a 30 de junho, na Praça do Forte, decorre a Feira das Freguesias, com a participação de todas as freguesias do concelho num espaço já emblemático para as Festas da Cidade, a Praça do Forte, onde se celebra a gastronomia típica da região, os produtos endógenos e onde sobem ao palco os artistas de renome nacional e internacional, Blaya, Miguel Gameiro e Rouxinol Faduncho, o folclore também marca presença através das nossas coletividades, com destaque para o Festival de Folclore Ibérico António Maia Cardoso. A edição deste ano promete diminuir a pegada ecológica e fazer uma “caça” aos plásticos descartáveis. A Feira das Freguesias foi selecionada como o evento da Figueira da Foz para as celebrações da Região Europeia da Gastronomia em 2021; este será um grande desafio para a nossa cidade e para a Região de Coimbra.

Ainda no âmbito da gastronomia, mas nos restaurantes aderentes, destacamos o Festival das Caldeiradas, uma organização da Associação Gastronómica Figueira com Sabor a Mar, a decorrer entre 21 e 30 de junho.

A noite mais longa do ano, dia 23 de junho, Noite de São João, arranca às 21H30 com o 1º desfile das Marchas Populares, entre o Johnny Ringo e a Praça do Forte, com 4 Marchas a concurso e 3 Marchas convidadas, às quais se junta a Imperial Neptuna Académica, que, como dita a tradição, abre este primeiro desfile. Posteriormente, no Molhe Interior Sul, terá lugar o aguardado espetáculo piromusical com multimédia, seguido do espetáculo do artista Rouxinol Faduncho e dos tradicionais arraiais populares, festa do Banho Santo e Fogueiras de São João na Praia do Forte.

Já a 24, dia da cidade, as comemorações começam pela manhã com a cerimónia de atribuição de distinções honoríficas no CAE, e durante a tarde têm lugar as celebrações religiosas: missa, procissão e bênção de mar. Ao início da noite, no Coliseu Figueirense, decorre o 2º desfile das Marchas Populares, que recebe também duas Marchas convidadas e a Tuna Bruna – Tuna Académica da Figueira da Foz.

 

1 de junho - 21h30

Ana Moura, no âmbito do 17º Aniversário do CAE

 

Depois de “Desfado” se ter tornado o álbum mais vendido de um artista português nos últimos dez anos, Ana Moura regressa com “Moura”, disco que alcançou a tripla platina desde sua edição em novembro de 2015.

Continuando a trilhar um caminho que personaliza o seu fado como uma música aberta ao mundo e sintonizada com a contemporaneidade, Ana Moura é cada vez mais uma cantora incomparável e com esse talento raro de levar uma música com uma enorme tradição à convivência próxima de um público vasto, de todas as idades e de ouvidos despertos para canções que celebram a vida com uma sonoridade que só poderia existir hoje.

Este espetáculo realiza-se no âmbito do 17º Aniversário do CAE.

 

1 e 2 de junho – 14H às 18H

Dia da Criança

 

No âmbito do Dia da Criança, dando continuidade à estratégia de 2016, no sentido de criarmos um evento aberto à Família, vamos realizar um evento fora de portas: duas tardes animadas, repletas de brincadeira, música, de acesso gratuito, onde não faltarão os insufláveis, os jogos tradicionais, os balões de moldar, as pinturas faciais e mascotes do imaginário infantil.

Mas estes dias não são apenas de brincadeira, pois a brincar também se aprende, e no âmbito de uma parceria com a Águas da Figueira, teremos nas Abadias uma equipa de técnicos que vão partilhar diversas experiências com miúdos e graúdos, e incentivar também ao consumo de água da rede; vão estar instaladas no local diversas torneiras, de utilização gratuita, para que os participantes se mantenham bem hidratados.

As atividades não se restringem ao Parque das Abadias, no CAE realiza-se o espetáculo “Ciclo Anti-Princesas – Frida Khalo” com duas sessões, abertas ao público.

Também a Biblioteca Municipal tem diversas atividades para as crianças, entre as 10H e as 17H.

 

Festas da Cidade – Desporto

 

HUGO ALMEIDA FOOTVOLLEY PORTUGAL SERIES - 7, 8 e 9 de Junho

Nos dias 7, 8 e 9 de Junho às melhores duplas nacionais de futevólei, juntar-se-ão nomes bem conhecidos do nosso futebol para competir pelo título do torneio com mais prestígio em Portugal, o Hugo Almeida FootVolley Portugal Series.

 

MEIA MARATONA INTERNACIONAL DA FIGUEIRA DA FOZ – 10 de junho

No dia 10 de junho irá realizar-se a Meia Maratona Internacional da Figueira da Foz, que se caracteriza pelo percurso único sempre junto à linha de água, de nível fácil e com um enquadramento espetacular. É um evento para toda a família e para todos os níveis de preparação física.

CAMPEONATOS UNIVERSITÁRIOS DE DESPORTOS DE PRAIA - 11, 12 E 13 de Junho

A Figueira da Foz foi o palco escolhido pela FADU, para a organização dos Campeonatos Universitários de Desportos de Praia, que atrairá à Figueira da Foz cerca de 400 atletas, que vão disputar os títulos universitários nas modalidades de Futebol de Praia, Vólei de Praia, Rugby de Praia, Futevólei e Andebol de Praia.

MADJER YOUTH CUP - 22, 23 e 24 de Junho

O mais importante torneio Juvenil de Futebol de Praia a nível mundial, está de volta à Figueira da Foz nos dias 22, 23 e 24 de Junho.

Visto, já, como O Campeonato Mundial Juvenil de Futebol de Praia, este evento traz até à Figueira da Foz 16 equipas Sub 16 e Sub 18 em representação de Portugal, EUA, El Salvador, Itália, Espanha, Reino Unido, Zanzibar e Polónia.

HUGO ALMEIDA FOOTVOLLEY EUROPEAN SERIES - 29 e 30 de Junho

No fim de semana de 29 e 30 de Junho, o areal de Buarcos será o epicentro do FuteVólei Europeu. O espetáculo está garantido com as melhores duplas do velho continente, a defrontarem-se para a conquista da Iª Edição do Hugo Almeida FootVolley European Series.

 

 

7, 8 e 9  de junho – 19H30

32ª Festa da Sardinha da Malta do Viso

 

A 32ª Festa da Sardinha é promovida pela Associação Malta do Viso, regressando ao seu local de origem, o Coliseu Figueirense.

Como já é habitual nesta Festa, para além da sardinha, há música pelo «Duo SanPedro», pintura ao vivo e literatura pela Associação de Amizade e das Artes Galega Portuguesa.
Vai estar à disposição de todos os visitantes, uma refeição completa (valor unitário 5,00€) composta de 7 ou 8 sardinhas, um caldo verde com chouriço, um pedaço de broa, uma bebida e café. Para quem quiser mais sardinha, mais broa, mais caldo verde e mais bebida, pode adquiri-los a preços moderados. Há ainda sobremesas e digestivos cujo preço não está incluído no preço da refeição.

Alguns números:

• 850 lugares sentados
• 2 toneladas de sardinha
• 1.200 broas de milho
• 1.200 litros de caldo verde
• 4.000 garrafas de vinho tinto de 18,7cl
• 24 Kg de chouriço
• 2.000 sobremesas
 

 

 

8 de junho - 10h00 às 19h00

República ConVida

Esta iniciativa é promovida pela Sociedade Filarmónica Dez de Agosto; conta com o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz e da ACIFF - Associação Comercial e Industrial e Comercial da Figueira da Foz, e integra o programa das Festas da Cidade / São João 2019.

República ConVida tem como objetivos: dinamizar uma zona nobre e de excelência da cidade, no que ao comércio tradicional se refere; e valorizar a importância do movimento associativo ao serviço do Turismo e enquanto motor do próprio desenvolvimento económico do Concelho.

Ao longo de todo o dia, a Rua da República, que vai estar fechada ao trânsito em toda a sua extensão, vai ser um enorme palco por onde vão desfilar grupos de música, dança e de cantares, ranchos, ginastas e praticantes de capoeira. Haverá ainda espaço para pintura e cerâmica ao vivo, para uma mostra e venda de artesanato e de produtos regionais, assim como insufláveis para os mais pequenos.

Os lojistas aderentes vão trazer os seus produtos para a rua e criar montras vivas. Por outro lado, os seus clientes vão habilitar-se a diversos prémios, que vão ser sorteados no final do evento.

 

 

15 de junho – 15H00

Regata + Louca do Mondego

 

 

O Agrupamento 235 Escuteiros Marítimos da Figueira da Foz realiza a 5ª Regata + louca do Mondego, em frente à Praça Europa e Doca de Recreio. Esta é uma regata de embarcações artesanais, elaboradas pelos próprios participantes e aberta a toda a comunidade, tendo como principais metas proporcionar, à população em geral, o contacto com atividades de natureza náutica, num ambiente descontraído, divertido e seguro; incentivar a comunidade local a participar numa atividade diferente e desafiante; promover o papel social e educativo dos Escuteiros Marítimos da Figueira da Foz; proporcionar um convívio são e fraterno entre participantes, familiares e amigos; envolver os pais dos escuteiros e a comunidade nas atividades do agrupamento.

Inscrições a decorrer até ao dia 08 de junho, ou assim que atingido o número máximo de participantes.

 

 

 

15 de junho - 22h00

Rocío Molina espetáculo “Caída del Cielo”

 

Com “Caída del Cielo”, Rocío Molina mostra a raiz do flamenco, ao mesmo tempo que a faz colidir com outros vocabulários, consciente de que, na sua mais profunda essência, o flamenco é uma expressão de liberdade e não pode nem deve ser domesticado.

Este trabalho é uma celebração da mulher, imersa num sentido trágico da festa. Acompanhada pelos seus músicos, o baile de Molina é uma queda livre que, ao invés de nos remeter para a imagem invertida do anjo caído da Divina Comédia de Dante, nos faz aterrar num paraíso escuro e denso, cheio de um corpo camaleónico e poderoso.

Coreógrafa e bailarina, Rocío Molina (Málaga, 1984) criou uma linguagem artística própria, assente na tradição, mas reinventada de um flamenco que respeita as suas essências e abraça as linguagens mais vanguardistas. Ganhou o Prémio Nacional de Dança em Espanha no ano de 2010 e é artista associada do Teatro Nacional de Chaillot, em Paris, desde 2014. Molina é, atualmente, uma das artistas espanholas com maior projeção internacional. Os seus espetáculos são reconhecidos pela crítica especializada e pelo público como acontecimentos cénicos singulares em que convivem o virtuosismo técnico, a investigação formal e uma beleza visual inigualável.

Espetáculo em estreia nacional apresentado em parceria com o Teatro Municipal do Porto.

Este espetáculo está inserido no CITEMOR 2019 – Extensão Figueira da Foz.

 

 

Gastronomia

 

21 a 30 de junho   Festival Gastronómico das Caldeiradas

Restaurantes Aderentes

 

Esta é uma organização da Associação Gastronómica Figueira com Sabor a Mar, que pretende contribuir para o enriquecimento da gastronomia figueirense através da divulgação dos seus produtos endógenos. Ao mesmo tempo tentando combater a sazonalidade através da captação dos grandes apreciadores gastronómicos.

Estes festivais vão realizar-se ao longo do ano e sempre em torno do pescado típico de cada época, desta vez as Caldeiradas.

 

 

 

 

20 a 30 de junho

Feira das Freguesias

 

O programa das Festas da Cidade contempla também a componente gastronómica, que reúne os pratos mais típicos das 14 freguesias do nosso concelho, na Praça do Forte.

A animação é oriunda de cada uma das freguesias, desde ranchos, a filarmónicas, passando pelos grupos de dança e grupos etnográficos, mas também com alguns nomes do panorama artístico nacional: Blaya e Miguel Gameiro, e conta ainda com a 1ª edição do Festival Ibérico de Folclore António Maia Cardoso, organização da Casa do Povo de Maiorca.

A Feira das Freguesias está aberta ao público, entre 20 e 30 de junho, ininterruptamente, a partir das 19h00.

 

 

Feira das Freguesias

A Nossa Gastronomia

 

A gastronomia apresenta no seu âmago e desde sempre uma forte ligação à cultura, à economia das populações e às tradições particulares de cada zona. Assim, podemos afirmar que a gastronomia também se revela como produto identitário e como tal, um genuíno cartão de visita.

Pese embora, todas as influências mediterrânicas que incorpora, não restam dúvidas que a nossa gastronomia está intimamente ligada à vida económica das populações e aos cunhos históricos e culturais que as gentes lhes conferem.

Sentimos assim, a necessidade de preservar e perpetuar no tempo as nossas receitas ditas tradicionais, as que mais fielmente nos identificam; daí não ficarmos alheios à oportunidade de nesta altura, reunidas que se encontram as 14 freguesias constituintes do nosso concelho, divulgarmos algumas das receitas mais identificativas da nossa diversidade e identidade concelhia.

 

Receitas em destaque:

Alhadas

IPSS - Bem Querer (Brenha)

Fritada à Moda das Alhadas

Alqueidão

Junta de Freguesia de Alqueidão

Bacalhau com Batata a Murro

Bom Sucesso

Centro Social Vela Azul

Caldeirada da Matança

Buarcos e São Julião

Grupo Instrução e Sport

Raia Enxambrada

Ferreira-a-Nova

ACDR Ferreira a Nova

Sarrabulho de Porco

Lavos

Casa dos Pescadores da Costa de Lavos

Sopa do Duque

Maiorca

Junta de Freguesia Maiorca

Arroz Doce

Marinha das Ondas

Casa do Povo de Marinha das Ondas

Esturros

Moinhos da Gândara

Associação Cultural Recreativa e Desportiva da Gândara

Arroz de Cabidela

Paião

Junta Freguesia Paião

Bolos de Sangue

Quiaios

Casa do Povo Quiaios - Sociedade Filarmónica Quiaense

Chouriça Assada de Quiaios

São Pedro

 

Feijoada de Sames

Tavarede

Sociedade de Instrução Tavaredense

Polvo Com Arroz

Vila Verde

Grupo Recreativo Vilaverdense

Papas de Moado

 

 

 

20 de junho – 22H30

BLAYA

 

Karla Rodrigues nasce em Fortaleza em 1987, e vem para Portugal com apenas dois meses. Familiares e amigos tratam-na por Blaya desde os 14 anos. Nos tempos do mIRC ganha a alcunha de Dama, nome que usou enquanto MC - escrevia e cantava hip hop, algo que no Alentejo não tinha muita saída. As primeiras letras e vocalizações de rap, antes de começar a dançar, eram muito ‘underground’ – não existiam mulheres a cantar no tempo dos minifestivais específicos para o ‘pessoal’ do rap, ‘um mundo de homens’. Desde então o mundo mudou.

No Festival Músicas do Mundo assiste a dois, dos primeiros concertos, dos Buraka Som Sistema (BSS). Tempos depois, Blaya é convidada por Branko, Riot, Conductor e Kalaf a integrar os BSS em 2008 e participa afincadamente na produção dos álbuns “Komba” (2011) e “Buraka” (2014) e na adaptação de êxitos de discos anteriores em espetáculos um pouco por todo o mundo.

Aos 30 anos, Blaya acredita que foi a altura certa para a maternidade!

Em 2017 assina pela RedMojo e começa a idealizar o novo projeto junto do seu management. É nesta fase que compõe temas para o novo álbum a editar durante o ano de 2018, com a colaboração de MC Zuka, Kaysha, Laton, Ella Nor ou Virgul. Como não podia deixar de ser, o primeiro vídeo, do hit “Faz Gostoso”, é cheio de cores e danças, definido pela própria Blaya como ‘euro favela funk’; um sucesso que atinge a marca dos 11 milhões de plays no YouTube em menos de dois meses e tendo liderado todos os tops de vendas e das plataformas de streaming.

CONQUISTAS NOTÁVEIS:

● Em menos de dois meses, o primeiro single “Faz Gostoso“ atinge 11 milhões

de visualizações no Youtube

● Primeira mulher portuguesa a atingir o número um, no Spotify, das 50

músicas mais tocadas em Portugal

● Concertos nos principais eventos do país como Queimas das Fitas do Porto,

Coimbra e Faro e festivais como Rock In Rio e Meo Sudoeste

 

21 de junho – 22H30

Miguel Gameiro

 

Em 1994 junta-se a António Villas Boas e Tiago Oliveira para formar os Pólo Norte. Editam o primeiro álbum do grupo, "Expedição", que viria a atingir o galardão de disco de ouro. "Lisboa", "Amor é" e "Grito"…
Em 1996 e depois de dois anos em concertos sucessivos por todo o país edita, "Aprender a ser feliz", que chegaria também a disco de ouro.


Em 1999 gravam o seu terceiro álbum, "Longe", produzido por Jony Galvão.


Em 2002 ruma a Madrid, para a gravação de "Jogo da Vida", com a produção a cargo de Bori Alarcón.


Em 2005, edita "Deixa o Mundo Girar" produzido por Steve Lyon, (Depeche Mode, The Cure), aclamado como um dos melhores trabalhos do grupo até então.
Desse álbum, "Deixa o Mundo Girar", "A Dança" e "Pele", foram a as canções com maior destaque.


Em 2008 grava aquele que seria o disco de celebração de 15 anos de carreira, "Pólo Norte 15 Anos", que reúne os mais marcantes êxitos do grupo e dois originais "Asa Livre" e "Jeito de Ser".



Em 2010 Miguel Gameiro lança o seu disco de estreia a solo, "A Porta ao Lado". “A Porta ao Lado” atinge o galardão de Disco de Ouro com mais de 13.000 unidades vendidas. “Dá-me um Abraço” é uma das canções mais tocadas pelas rádios entre 2010/2011, tendo sido nomeada para os Globos de Ouro da Sic. Seguem-se as canções “O Teu Nome” e “Alquimia”, que também obtêm grande recetividade por parte do público.

Em 2013 é convidado por Mariza, para compor uma canção, que viria a ser um dos seus maiores êxitos de sempre “O Tempo não Pára”.

Em 2015 aceita o desafio da RTP para compor uma canção para o Festival da Canção (Há um mar que nos separa) que representou Portugal na Eurovisão.

"MARIA" é o nome do novo disco de Miguel Gameiro em que se celebra a mulher ao longo de 8 duetos, com 8 das mais carismáticas cantoras portuguesas. O primeiro single, com lançamento previsto no dia 8 de Março de 2017 dá pelo nome de “Aquela Canção” e conta com a participação de Cuca Roseta.

Miguel Gameiro visita agora a Figueira da Foz com “Maria”.

 

23 de junho

São João da Figueira da Foz

 

Dia 23 de junho, temos a tradicional, bem animada e longa Noite de São João, cujo programa tem início pelas 21h30 com o 1º desfile das Marchas Populares, na Av. 25 de Abril.

Ordem do Desfile:

  1. Imperial Neptuna Académica da Figueira da Foz
  2. Marcha convidada – Marcha de Vale do Açor – Miranda do Corvo
  3. Marcha convidada – Marcha de Santa Clara – Coimbra
  4. Marcha convidada – Marcha de Semide – Miranda do Corvo
  5. Marcha a concurso – Marcha das Mulheres de Tavarede –Tavarede
  6. Marcha a concurso – Marcha do Grupo Recreativo Vilaverdense –Vila Verde
  7. Marcha a concurso – Marcha da Sociedade Instrução e Recreio de Lares –Vila Verde
  8. Marcha a concurso – Marcha da Sociedade Filarmónica Paionense – Freguesia de Paião

O desfile tem início junto ao Johnny Ringo e termina na Praça do Forte. As Marchas atuam ainda em frente ao Hotel Mercure e em frente à Esplanada Silva Guimarães.

Após o desfile das Marchas Populares tem lugar o espetáculo piromusical com multimédia, com a duração de 10 minutos o qual será lançado do Molhe Interior Sul.

De seguida subirá a palco Rouxinol Faduncho, para uma atuação de 1H30 de boa disposição.

A animação continua pela noite dentro com: os arraiais populares na Rua Bernardo Lopes com a Banda Chic, Rua dos Pescadores e na Rua de São Lourenço; as Fogueiras de São João e a tradicional Festa do Banho Santo, na Praia do Forte, com música sob a tutela dos DJs Óscar e Eduardo Patrão.

 

 

 

 

Após o espetáculo piromusical

Rouxinol Faduncho

 

Rouxinol Faduncho é uma personagem, criado pelo ator e humorista Marco Horácio, que nasce de um trabalho de análise e observação a algumas figuras características da nossa sociedade, ligadas ao mundo do fado bairrista. Esta observação resulta na criação do Rouxinol Faduncho, um personagem com vida própria, com personalidade com «tiques», gestos, gosto e uma abordagem social completamente distinta e reconhecida como tendo todos os requisitos de um Homem Real.

O personagem Rouxinol Faduncho é um fadista, ex-emigrante que foi expulso da Alemanha, país onde se encontrava emigrado, por vezes contrabando de alguns produtos nacionais para venda aos portugueses emigrados, nomeadamente morcelas. Já na Alemanha cantava fado em algumas tascas e o sucesso era estrondoso.

Rouxinol faz-se acompanhar ao longo deste musical humorístico, por três grandes músicos do fado: Paulo Valentim (guitarra portuguesa), João Mário Veiga (viola) e Rodrigo Serrão (baixo).

 

24 de junho

São João da Figueira da Foz

 

No dia da Cidade, as comemorações iniciam-se com a cerimónia de entrega de Distinções Honoríficas, pelas 11H00 horas, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz (CAE). Vão ser entregues cerca de 60 distinções honorificas repartidas entre funcionários do Município, entidades e personalidades figueirenses, PMEs Líder e PMEs Excelência 2018.

 

Pelas 16H00 têm início as cerimónias religiosas com a celebração da Missa Solene, na Igreja Matriz, seguida da Procissão e a Bênção de Mar junto à Praça da Europa, com sessão de encerramento pela Imperial Neptuna Académica - Tuna da Cidade da Figueira da Foz.

Pelas 22H00 realiza-se o 2º desfile das Marchas Populares no Coliseu Figueirense, onde são apuradas as classificações gerais das Marchas a Concurso.

Ordem do Desfile:

  • Marcha convidada – Marcha Progresso e Vida da Tocha – Cantanhede
  • Marcha convidada – Marcha Popular de Cernache – Coimbra
  • Marcha a concurso – Marcha das Mulheres de Tavarede –Tavarede
  • Marcha a concurso – Marcha do Grupo Recreativo Vilaverdense –Vila Verde
  • Marcha a concurso – Marcha da Sociedade Instrução e Recreio de Lares –Vila Verde
  • Marcha a concurso – Marcha da Sociedade Filarmónica Paionense –Paião
  • Tuna Bruna

 

O preço do bilhete é de €3,00 e a entrada é gratuita até aos 12 anos e para os portadores do cartão Figueira Sénior com vinheta atualizada.

 

Cartaz

 

 

 

 

Acompanhe todas as novidades da Rede ON Centro no Facebook e Instagram

 

 

Comentários

Eventos em destaque

sábado, 1/junho - domingo, 30/junho
quarta-feira, 19/junho - segunda-feira, 24/junho
sábado, 6/julho - domingo, 28/julho


© ON CENTRO | since 2018 | Designed by WYSiWYG