fbpx

Apresentação de «O Bisavô», de Maria João Lopo de Carvalho

Data
Sáb. 11/12 15:00
Localização
Centro de Artes de Águeda

Descrição

 

A entrada é livre, contudo sujeita à lotação da sala e ao cumprimentos as normas de segurança sanitária emanadas pela Direção-Geral da Saúde.

 

 

AQuinta das Olaias acolhe, dia 11 de dezembro de 2021, pelas 15h00, a sessão de apresentação do livro «O Bisavô», da autoria de Maria João Lopo de Carvalho.

O livro demorou quatro anos para chegar aos escaparates e exigiu da autora uma pesquisa muito mais complexa do que nos seus anteriores romances pois "embora houvesse matéria pública, havia muitas lacunas que só foram possíveis preencher graças às cartas, às fotografias e à colaboração preciosa da família“. 

Nesta obra, cuja parte do enredo se passa na Quinta das Olaias (casa de família de Manoel Caroça), Maria João Lopo de Carvalho conta-nos a história de três gerações de uma família beirã “desde o fim do século XIX até às vésperas da Guerra Civil Espanhola“, nomeadamente as suas relações com “Afonso Costa, Egas Moniz, Luiza Patrício Balsemão (avó de Francisco Pinto Balsemão), Maria Magdalena Manuel Patrício (a primeira mulher portuguesa a ser nomeada para o Prémio Nobel da Literatura pela primeira vez, sendo ainda a portuguesa a quem se conhece o maior um número de nomeações), Beatriz Ângelo (a primeira mulher a votar em Portugal, médica, feminista e ativista republicana), entre outros.“

Autora de setenta livros infantis e históricos, Maria João Lopo de Carvalho apresenta em «O Bisavô» a biografia romanceada de Manoel Caroça, seu bisavô. A entrada é livre, contudo sujeita à lotação da sala e ao cumprimentos as normas de segurança sanitária emanadas pela Direção-Geral da Saúde.

Maria João Lopo de Carvalho é licenciada em Letras pela Universidade Nova de Lisboa. Foi professora de português e de inglês em todos os graus de ensino. Passou pelas áreas de educação e cultura na Câmara Municipal de Lisboa e foi copywriter numa agência de publicidade. Começou a publicar na Oficina do Livro em 2000.

Tem 70 títulos editados, vários bestsellers, entre romances, livros infantis, livros de crónicas e manuais escolares e é também autora do um novo método de português como língua estrangeira publicado pelo Instituto Camões. Tem tido grande destaque na literatura infanto-juvenil com a coleção 7 irmãos e é autora recomendada pelo Plano Nacional de Leitura. É cronista regular na imprensa escrita e na televisão. Marquesa de Alorna foi o seu primeiro romance histórico em 2011 e vai na 13º edição. Seguiram-se: Padeira de Aljubarrota, Até que o Amor me mate, o Fado da Severa e o Bisavô.

 

 

PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

    

 

 


© ON CENTRO | Todos os Direitos Reservados | Designed by WYSiWYG