fbpx
quarta-feira, 17 fevereiro 2021 19:06

Estudo da UA conclui que constituintes de brócolos ativam sistema imunitário

Partilhar:
Estudo da UA conclui que constituintes de brócolos ativam sistema imunitário Foto © ON Centro

“Face à pouca informação sobre a bioatividade das fibras de brócolos, os polissacarídeos pécticos foram extraídos, fracionados e caracterizados na UA, e a sua atividade imunoestimuladora foi avaliada por incubação ‘in vitro’”, relata uma nota de imprensa da UA.

 

Aonstituintes de subprodutos dos brócolos funcionam como ativadores do sistema imunitário, conclui um estudo desenvolvido na Universidade de Aveiro (UA) divulgado por aquela instituição esta quarta-feira, 17 de fevereiro.

“Face à pouca informação sobre a bioatividade das fibras de brócolos, os polissacarídeos pécticos foram extraídos, fracionados e caracterizados na UA, e a sua atividade imunoestimuladora foi avaliada por incubação ‘in vitro’”, relata uma nota de imprensa da UA.

Segundo é explicado, “após algum processamento, comprovou-se que os polissacarídeos pécticos, como ingredientes funcionais, melhoram a função imunológica e promovem a saúde”.

“A vantagem daqueles compostos na melhoria da função imunológica ficou clara”, afirma Sónia Ferreira, que defendeu o trabalho em tese no Programa Doutoral em Ciência e Tecnologia Alimentar e Nutrição.

A investigadora admite, contudo, que “uma vez que os estudos sobre a influência desses compostos na atividade dos linfócitos B e no sistema imunitário foram realizados ‘in vitro’, ou seja, no laboratório e em ambiente muito controlado, ficaram várias questões por responder e analisar”.

No trabalho realizado na Universidade de Aveiro são propostas novas vias para a valorização económica dos subprodutos de brócolos, como caules, folhas e restos de inflorescências com menos valor comercial, que correspondem a cerca de 70% deste vegetal.

O estudo permitiu ainda perceber que os compostos extraídos dos subprodutos de brócolos com água foram os principais contribuintes para as alterações observadas nas propriedades mecânicas no bioplástico produzido a partir de amido, extraído da batata.

“A adição destes compostos antes das etapas de gelatinização e filtração do amido permitiu obter filmes de bioplástico com maior resistência, rigidez e elasticidade”, descreve.

 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

 

    

 

 

Deixe um comentário

Últimos artigos

Próximos eventos

Facebook

em Arquivo


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues