fbpx
domingo, 18 fevereiro 2024 21:59

Exportações portuguesas de calçado caem 8,2% para 1.839 ME em 2023

Escrito por
Exportações portuguesas de calçado caem 8,2% para 1.839 ME em 2023 Foto: CCIC

 

Segundo a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), “o abrandamento económico internacional, em particular em mercados de grande relevância, como a Alemanha, a França ou os EUA, penalizou fortemente o setor do calçado no plano externo”.

 

As exportações portuguesas de calçado recuaram 11,3% em quantidade e 8,2% em valor em 2023, face ao ano recorde de 2022, com 66 milhões de pares de calçado vendidos por 1.839 milhões de euros.

Segundo a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), “o abrandamento económico internacional, em particular em mercados de grande relevância, como a Alemanha, a França ou os EUA, penalizou fortemente o setor do calçado no plano externo”.

“A indústria portuguesa de calçado exporta mais de 90% da sua produção, pelo que está sempre dependente da evolução dos principais mercados externos”, sublinha o porta-voz da associação, citado num comunicado.

Assim, salienta Paulo Gonçalves “trata-se, no essencial, de um problema de mercado: a pouca procura e o excesso de ‘stocks’ condicionou a atividade exportadora portuguesa”.

Em 2023, o calçado português diz ter sido “particularmente afetado pelo fraco desempenho da economia alemã”, para onde as exportações registaram uma quebra de 5,6% para 406 milhões de euros.

Ainda no espaço europeu, a APICCAPS destaca, pela negativa, o recuo nos Países Baixos (menos 13,7% para 259 milhões de euros), Reino Unido (queda de 9% para 115 milhões de euros) e Dinamarca (recuo de 28,5% para 71 milhões).

A indústria portuguesa de calçado viu igualmente interrompida a trajetória de crescimento no mercado norte-americano, onde recuou 11,3% para 101 milhões de euros.

Os EUA foram, aliás, “o grande mercado à escala mundial com pior desempenho”, enfatiza a associação.

“A boa notícia é que o ano de 2023 já passou. Temos a expectativa de que a recuperação económica de alguns dos nossos principais mercados crie oportunidades para as empresas portuguesas já este ano”, prefere enfatizar Paulo Gonçalves.

O facto é que o desempenho da indústria portuguesa de calçado acompanhou a tendência global no ano passado, descrito como “negativo para o setor de calçado à escala mundial, depois de um ano de 2022 de forte crescimento”.

Assim, registou-se um recuo das importações de calçado na ordem dos 30% nos EUA (dados finais) e de 11% na Europa (dados de outubro de 2023), que, em conjunto, representam 61% das importações mundiais de calçado.

Pela negativa, a APICCAPS destaca as quebras de 16% na Alemanha, 13% no Reino Unido e 11% em França.

Como resultado, “todos os grandes ‘players’ do setor terminaram 2023 altamente penalizados pelo abrandamento económico a nível mundial”, refere a associação.

Os cinco principais produtores mundiais de calçado - China (quebra de 13% na totalidade do ano), Índia (recuo de 17% nos primeiros 11 meses), Vietname (perda de 17% até novembro), Indonésia (menos 19% até novembro) e Brasil (queda de 11% na totalidade do ano) - registaram “perdas muito expressivas” em 2023.

Em conjunto, estes cinco países asseguram praticamente 80% da produção mundial, o equivalente a 19.000 milhões de pares de calçado.

Considerando toda a fileira nacional de calçado e artigos de pele, exportou 2.222 milhões de euros em 2023, uma quebra homóloga de 5,1%.

Em contraciclo, o setor de artigos de pele e marroquinaria cresceu 14%, para 310 milhões de euros, enquanto o setor de componentes para calçado aumentou as vendas ao exterior em 13,6%, para 73 milhões de euros.

 

PUBLICIDADE











Programação do Centro de Artes de Águeda

 

 

Siga-nos nas redes sociais


[+] de Youtube ON Centro






 

Shorts ON Centro @ Youtube



Viver a Vida intensamente,
sempre, sempre, sempre! (...)






O Amor é Importante!


 

Bebe, bebe, bebe!




VER MAIS »»»

 

Partilhar

Mídia

Últimos artigos

Agenda de eventos

Aveiro: Pedro Mafama
Aveiro: Pedro Mafama
Sex. 31/05 21:30
Lousã: Dia Mundial da Criança
Lousã: Dia Mundial da Criança
Sáb. 01/06 16:00 - 20:00
Sertã: Ecomercado
Sertã: Ecomercado
Dom. 02/06 09:00
Águeda: Sérgio Godinho e Os Assessores no Centro de Artes
Águeda: Sérgio Godinho e Os Assessores
Sex. 07/06 21:30 - 23:00
Águeda: 'Suécia' no CAA
Águeda: 'Suécia' no CAA
Sex. 14/06 21:30 - 23:00
Lousã: Festas de São João
Lousã: Festas de São João
Qui. 20/06 21:30 - Ter. 25/06
AgitÁgueda 2024
AgitÁgueda 2024
Sáb. 06/07 - Dom. 28/07
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
Ter. 16/07 22:00
Mira: Festas de São Tomé
Mira: Festas de São Tomé
Sáb. 20/07 - Qui. 25/07


Sobre nós


Plataforma em rede de comunicação e divulgação

 
A ON CENTRO é uma rede digital de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro e informar junto do público nacional e estrangeiro.

Aceda aqui às notícias de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Santarém e Viseu; e do resto do País.

Other languages


Contactos


Morada

Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email
geral@on-centro.pt

Parcerias
Inês Vicente
oncentro.pt@gmail.com

Telefone (+351)
rede fixa nacional: 239 821 655
rede móvel: 933 075 555

 

 


Redes sociais


 


Newslettter

Subscreva a nossa newsletter para ficar a saber o que de importante acontece na região e no país.

Subscrever