sexta-feira, 22 fevereiro 2019 12:22

IPMA caracteriza áreas de empréstimo de areia para alimentar praias

A caracterização de manchas de empréstimo assume um papel importante se considerarmos que a erosão costeira é responsável pela remobilização dos sedimentos, o que acarreta impactos ambientais e económicos.

 

Oprojeto CHIMERA, financiado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR-09-2016-48), foi desenvolvido com o objetivo principal de identificação e caracterização de quatro manchas de empréstimo para recolha de areia (Costa da Caparica, Espinho-Torreira, Barra-Mira, Figueira da Foz - Leirosa) na plataforma continental proximal com o intuito de virem a ser utilizadas em intervenções de alimentação artificial de praias em zonas sensíveis à erosão costeira. A Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. (APA) (entidade adjudicante do projeto), contratou a parceria Xavi-Sub – Mergulhadores Profissionais Lda. - Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P. (IPMA, I.P.) para a realização deste projecto.

Este projeto contou com uma vasta equipa técnica para as diversas tarefas, nomeadamente levantamento hidrográfico – batimetria e retrodispersão acústica, levantamento de sísmica de reflexão ligeira – sonda paramétrica e dados multicanal, amostragem para caracterização dos sedimentos e ainda a identificação de estruturas arqueológicas com base em dados magnéticos.

A caracterização de manchas de empréstimo assume um papel importante se considerarmos que a erosão costeira é responsável pela remobilização dos sedimentos, o que acarreta impactos ambientais e económicos. Esta caracterização multidisciplinar permitiu estimar o volume de areia com determinadas características (e.g., tamanho do grão, composição mineralógica, percentagem de cascalho e de fração fina, teor em carbonatos, grau de contaminação em conformidade com a Portaria n.º 1450/2007) que serão recomendadas para alimentar as praias e assim atenuar os efeitos da erosão.

As campanhas de aquisição de dados de batimetria, sísmica, retrodispersão acústica e dados magnéticos foram realizadas a bordo das embarcações do IPMA Diplodus e Noruega com uma duração de 56 dias. Foram adquiridos 434km de sísmica (monocanal e multicanal) e 1222km de batimetria, retrodispersão acústica e dados magnéticos. A amostragem de sedimentos ficou a cargo da empresa Xavisub, tendo sido recolhidas 128 amostras de superfície e 66 vibrocores (no total das 4 áreas).

 

Acompanhe todas as novidades da Rede ON Centro no Facebook e Instagram

 

 

Deixe um comentário

Últimos artigos

Artigos recomendados

Artigos mais lidos

Instagram ON Centro

Facebook


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues