fbpx

Coimbra: "Às sete da tarde, quando morrem as mães"

Coimbra:
Data
Sex. 12/07 21:45 - 22:45
Localização
Coimbra

Descrição

 

Os espetáculos acontecem no Centro Cultural Penedo da Saudade, em Coimbra, a 5, 12, 17 e 18 de julho pelas 21h45, e ainda no sábado dia 20, pelas 16 horas. Dada a lotação limitada da sala, aconselha-se a reserva de bilhetes para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através do número de telefone 916 615 388.

 

ACooperativa Bonifrates, estreou em Coimbra a peça "Às sete da tarde, quando morrem as mães". O projeto corresponde a uma linha de trabalho que, ciclicamente, a Bonifrates adota, convidando um ou uma encenadora exterior ao grupo para preparar um espetáculo.

 

 

Esta é uma forma do grupo, que é constituído exclusivamente por elementos não profissionais de teatro, experimentar outras formas de trabalho e incorporar outras opções estéticas, para além de contribuir para a formação das suas atrizes e atores. Nesta linha, a Bonifrates criou com André Kwalski («Puta de Vida», em 2004) e "Os últimos dias de Emannuel Kant», em 2012, com Sílvia Brito.

A autora da peça «Às sete da tarde, quando morrem as mães» (no original, «Ás oito da tarde, cando morren as nais»), AveLina Pérez é uma premiada criadora teatral galega, encenadora, dramaturga e atriz em muitos das suas próprias peças. Com esta peça recebeu o prémio Álvaro Cunqueiro e o texto foi levado à cena pelo Centro Dramático Galego, em 2022.

Sobre a peça, a encenadora Sofia Lobo destaca: "Neste texto, AveLina aborda o teatro - a arte? - e a relação entre quem faz e quem assiste de um modo crítico, mesmo paródico, aprofundando, metateatralmente, a estranheza que se pode instalar quando há elementos que trocam subitamente de lugar, o que pode levar-nos também a revermo-nos na estupidez que, de algum modo, é apresentada. E também na solidão. Este questionamento, pareceu-nos, caía bem num grupo com mais de quarenta anos de atividade.

Depois de «Há um sol esplendente nas coisas», a partir da poesia de Mário Cesariny. Com coordenação de Paula Santos e Amílcar Cardoso, estreada em março, no Centro Cultural Penedo da Saudade, «Às sete da tarde, quando morrem as mães» é a segunda produção da Bonifrates em 2024.

"Às sete da tarde, quando morrem as mães" é baseado no texto de AveLina Pérez, com tradução e encenação de Sofia Lobo. A Cenografia e Figurinos são de Filipa Malva. O Cartaz e Folha de sala são de Ana Biscaia e o desenho de Luz de Nuno Patinho.

O elenco é formado por Alexandra Silva, António Gamboa, Carolina Cardoso, Cristina Janicas, Francisco Paz, João Damasceno, João Janicas, José Castela, Maria José Almeida, Maria Manuel Almeida, Marta Costa Pinto, Paulo Pratas, Rui Damasceno e Susana Faria. Operação de luz e som: José Rocha Almeida, Nuno Patinho e Teresa Paz. A assistência de cena de Margarida Caramona e Fotografia de cena de Tatiana Lages Os cabelos estão entregues a Ilídio Design/Carlos Gago.

 

 

Os espetáculos acontecem no Centro Cultural Penedo da Saudade, em Coimbra, a 5, 12, 17 e 18 de julho pelas 21h45, e ainda no sábado dia 20, pelas 16 horas. Dada a lotação limitada da sala, aconselha-se a reserva de bilhetes para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através do número de telefone 916 615 388.

A peça é dirigida a maiores de 14 e tem uma duração aproximada de uma hora.

 

 

PUBLICIDADE  




Programação do Centro de Artes de Águeda

 

Siga-nos nas redes sociais

[+] recentes Youtube ON Centro















 

Shorts ON Centro @ Youtube

VER MAIS »»»

 


© ON CENTRO | Todos os Direitos Reservados | Designed by WYSiWYG