fbpx
quarta-feira, 24 abril 2019 00:01

Lousã: Prestação de contas aprovada pela Assembleia Municipal

O exercício de 2018 foi encerrado sem pagamentos em atraso e com um prazo médio de pagamento de 34 dias, sendo ainda de destacar que as dívidas a terceiros diminuíram 17,98% (394 751,25€) e as dívidas a instituições financeiras registaram um decréscimo de 552 450,36€.

 

AAssembleia Municipal da Lousã aprovou esta terça-feira, 23 de abril, por maioria, na sessão que teve lugar em Serpins, os documentos relativos à Prestação de Contas e Relatório de Gestão do exercício de 2018.

Destaca-se  um aumento global da receita de 3,11% face a 2017, mesmo apesar dos desafios com que a gestão autárquica foi confrontada ao longo de 2018. Atendendo a fatores como o desenvolvimento das candidaturas a Fundos Comunitários, destaca-se o grau de execução financeira da receita de 85,63% traduzida num montante de 13 885 383,92€.

 

 

No que respeita às Grandes Opções do Plano, verifica-se a importância atribuída às funções sociais, tendo sido executado perto de 4 milhões e meio de euros, correspondente a cerca de um terço do orçamento total municipal.

Este indicador é elucidativo do investimento feito nas pessoas, bem como a alteração do paradigma de gestão das autarquias locais, que se vem concretizando nos últimos anos, com a despesa a ser direcionada essencialmente para as funções sociais, onde também estão incluídos o abastecimento de água, o saneamento e os resíduos sólidos, que no exercício de 2018, assumiram elevada relevância, nomeadamente, com projetos estruturantes como o projeto “Aldeias Resíduos Zero”, Eco – Centro Municipal e Alargamento da Recolha Seletiva Municipal, financiados também por fundos comunitários.

Durante o exercício de 2018, analisando os valores da receita e excluindo o saldo de gerência anterior, na realidade o Município executou maior receita (corrente e de capital) do que no exercício de 2017.

O exercício de 2018 foi encerrado sem pagamentos em atraso e com um prazo médio de pagamento de 34 dias, sendo ainda de destacar que as dívidas a terceiros diminuíram 17,98% (394 751,25€) e as dívidas a instituições financeiras registaram um decréscimo de 552 450,36€.

O resultado líquido do exercício foi de – 1 257 987,90€, sendo importante realçar os valores consideravelmente positivos do EBITA (1 186 013, 46€) e do Cashflow (1 713 930,06€).

O Presidente da Câmara Municipal, Luís Antunes, destacou que “Atendendo aos inúmeros desafios com que as Autarquias Locais – e em particular os Municípios – têm sido confrontados, entendemos que a informação financeira apresentada comprova a concretização dos objetivos definidos de forma sustentada, assegurando a conjugação de um volume considerável e transversal de investimentos com o equilíbrio ao nível da gestão.”

 

Acompanhe todas as novidades no Facebook, Newsletter e Instagram

 

 

Deixe um comentário

Últimos artigos

Artigos recomendados

Artigos mais lidos

Instagram ON Centro

Facebook

Parceiros


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues