fbpx
domingo, 30 junho 2019 14:06

Obras no IP3 começam esta segunda-feira

Partilhe com os seus amigos!

Devido aos constrangimentos das obras também na EN110 (percurso que acompanha o leito do Rio Mondego na sua margem direita e com ligações à EN2), e ao IC6 que depois de Tábua desembocou num mato, sobra como alternativa a EN 234 que inicia em Mira e que atravessa os concelhos de Cantanhede, Coimbra (Geria e nó de Trouxemil), Mealhada, Mortágua e Santa Comba Dão, ligando aqui a Tondela-Viseu ou mais a sul um pouco, no nó do Rojão Grande, ao IC12; ou ainda com continuação pela EN234 por Nelas e Mangualde, rumo à A25 Viseu/Guarda/Espanha.

 

 

OInício da intervenção no IP3, do troço entre o Nó de Penacova e o Nó do Lagoa Azul, junto à ponte da Foz do Dão, vai iniciar esta segunda-feira, 1 de julho de 2019. A assinatura do auto de consignação marcaou o início da intervenção que tem um prazo de execução de 330 dias. A obra representa um investimento de 11,8 milhões de euros no reforço das condições de circulação, mobilidade e segurança de uma das principais vias de ligação ao interior do país.

Devido aos constrangimentos das obras também na EN110 (percurso que acompanha o leito do Rio Mondego na sua margem direita e ligações à EN2), e ao IC6 que depois de Tábua desembocou num mato, sobra como alternativa a EN 234 que inicia em Mira e que atravessa os concelhos de Cantanhede, nó de Trouxemil, Mealhada, Mortágua e Santa Comba Dão, ligando aqui a Tondela-Viseu ou mais a sul um pouco, no nó do Rojão Grande, ao IC12; ou com continuação pela EN234 por Nelas e Mangualde, rumo a Espanha.

A empreitada a iniciar envolve a realização dos seguintes trabalhos:

- Construção de dois novos Nós de ligação (Nó de Oliveira do Mondego e Nó de Cunhedo), eliminando as atuais interceções de nível existentes com viragens à esquerda.

- Requalificação do caminho existente sob a Ponte do Mondego para permitir a articulação dos movimentos de tráfego do Nó de Oliveira do Mondego

- Colocação de separador central

- Introdução de vias de aceleração e abrandamento, com 3,50m de largura

- Reabilitação estrutural do pavimento

- Reforço das condições de estabilidade de taludes com a colocação de estruturas de suporte em betão, pregagens e redes de contenção.

- Colocação de novas vedações

- Reabilitação dos sistemas de drenagem

- Substituição e readequação da sinalização vertical e horizontal

A empreitada que agora se inicia representa a primeira fase do projeto de requalificação integral do IP3 entre o Nó de Souselas em Coimbra e o Nó de Viseu com a A25, numa extensão de 75 quilómetros. Com base no projeto, a concretização da obra vai garantir, segundo o comunicado, a duplicação de via em 85% da extensão e 12% em perfil de 1 + 2 vias; a redução do tempo de percurso em 34%;  o aumento da capacidade de tráfego e o reforço da Segurança Rodoviária, entre outros pontos previstos.

 

Para consultar a Solução de Mobilidade apresentada clique aqui.

 

Acompanhe todas as novidades no Facebook e Instagram

 

Partilhe com os seus amigos!

Deixe um comentário

Últimos artigos

Artigos recomendados

Artigos mais lidos

Instagram ON Centro

Facebook


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues