fbpx
terça-feira, 20 agosto 2019 20:09

7 Maravilhas Doces: Bolo de Ançã vai a votos esta quarta-feira

Partilhe com os seus amigos!

O Bolo de Ançã ao alcançar o honroso e meritório 2.º lugar na final distrital, poderá ser repescado para fazer parte do lote restrito dos melhores 28 doces nacionais. Esta repescagem acontece no dia 21 de agosto, entre as 10h00 e as 16h00, num programa em direto, em Miranda do Corvo.

 

OBolo de Ançã pode conseguir ser o segundo representante do distrito de Coimbra ao concurso 7 Maravilhas Doces de Portugal e assim juntar-se ao grupo restrito dos 28 melhores doces eleitos até agora pelo público.

Dos 907 doces candidatos iniciais, o painel de especialistas votou e elegeu o Bolo de Ançã como um dos melhores 140 Doces Nacionais. Na fase seguinte, nas finais distritais, o público foi convidado a manifestar a sua preferência através do voto por telefone e o Bolo de Ançã alcançou, por mérito próprio, o lote dos melhores 40 doces a nível nacional, com o contributo generoso de todos os amantes desta iguaria.

Para além dos 20 melhores doces já apurados em cada uma das galas regionais, irão igualmente à próxima fase, 8 dos 20 segundos lugares. O Bolo de Ançã ao alcançar o honroso e meritório 2.º lugar na Final Distrital, poderá ser repescado para fazer parte do lote restrito dos melhores 28 doces nacionais. Esta repescagem acontece no dia 21 de agosto, entre as 10h e as 16h, num programa em direto, em Miranda do Corvo.

A votação apenas é válida no dia 21 de agosto, entre as 10h e as 16h, através do número 760 107 101 (custo da chamada: 0,60€+iva).

A Junta de Freguesia de Ançã apela à mobilização de todos os que apoiaram e apoiam o seu Bolo, não só do Concelho de Cantanhede, mas também de todo o Distrito de Coimbra. "Esta é uma oportunidade única de todo o Distrito de Coimbra ter dois pré-finalistas nacionais a representar esta Região", refere em comunicado o presidente da Junta, Cláudio Vaz Cardoso.

 

 

 

Uma mão cheia de motivos para votar no Bolo de Ançã

 

1) Pode ser comido simples, torrado, com arroz doce ou recriando novos sabores pois permite combinações únicas e inesquecíveis com outras pérolas da gastronomia como os queijos, as compotas, doces, enchidos. Acompanha bem com qualquer bebida. É por isso complementar à maior parte dos restantes doces nacionais.

2) Não é um doce de um momento, de uma época festiva, mas de todos os momentos. É apreciado e pode ser comido em qualquer altura do ano e a qualquer hora do dia/noite.

3) É um doce equilibrado e por isso universal. Não tem excesso de açúcar ou de gordura, o que o diferencia logo da maior parte dos doces. Pode ser comido por crianças e idosos e inclusive, com moderação, por quem tem regimes alimentares específicos.

4) Pelas dimensões, é um doce que convida à partilha, ao encontro, alimentando ao mesmo tempo laços familiares, de amizade e companheirismo.

5) É um doce com história e tradição popular:  nasceu das mãos laboriosas e extraordinárias da gente humilde que pegando em ingredientes simples criou esta preciosidade única.

 

 

Sobre o Bolo de Ançã

O humilde Bolo de Ançã feito com ingredientes tão simples, como ovos, farinha, açúcar e manteiga, conta-nos preciosas histórias que sabem bem na boca. Este é um “bolo seco”, longevo e saudável.
O seu sabor suave, aprimorado ao longo de mais de 200 anos, aliado ao bater da massa pela mão experiente da boleira, e à temperatura certa do forno de lenha, tornam-no um produto artesanal peculiar e símbolo do património gastronómico da Beira Litoral. Muito popular nas feiras e ruas dos concelhos de Cantanhede, Coimbra e Figueira da Foz, este bolo recolhia admiradores também de Lisboa, “que no regresso à Capital levam os carros carregados da explêndida lambarice” – testemunho de Jaime Cortesão, também ele um embaixador da terra.

Mais do que na métrica da receita, o segredo do bolo está sobretudo na mão e na dedicação da boleira. São elas que amassam, preparam o forno (vai a cozer por duas vezes), embrulham e vendem os bolos pelas ruas ou na berma da estrada, em cestas com sacos azuis. A "imagem de marca" dos bolos são as cestas com sacos azuis, deixadas em locais estratégicos, como forma de identificar o local onde se vendem.

Atualmente, existem cerca de uma dúzia de boleiras.

 

 

Acompanhe as novidades da Rede ON Centro no Facebook e Instagram

 

Partilhe com os seus amigos!

Deixe um comentário

Últimos artigos

Artigos recomendados

Artigos mais lidos

Instagram ON Centro

Facebook


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues