fbpx
terça-feira, 14 setembro 2021 14:31

Governo espanhol aprova medidas para reduzir preço da eletricidade

Partilhar:

A medida, que foi aprovada em Conselho de Ministros do Governo espanhol, tem como objetivo amortecer o impacto nas contas da luz dos elevados preços alcançados no mercado grossista de eletricidade, atualmente em máximos históricos, devido ao aumento dos direitos de gás e CO2.

 

OGoverno espanhol aprovou esta terça-feira, 14 de setembro, uma série de medidas para baixar o preço da eletricidade, entre elas a redução de 5,11% para 0,5% do imposto especial sobre a eletricidade, que é cobrado na fatura de famílias e empresas.

A medida, que foi aprovada em Conselho de Ministros do Governo espanhol, tem como objetivo amortecer o impacto nas contas da luz dos elevados preços alcançados no mercado grossista de eletricidade, atualmente em máximos históricos, devido ao aumento dos direitos de gás e CO2.

O preço médio da eletricidade no mercado grossista atingiu o seu máximo histórico na segunda-feira com 156,16 euros por megawatt hora e está fixado para alcançar hoje os 153,43 euros, o que representa um decréscimo de 0,5%.

Madrid também decidiu prorrogar até ao final do ano a suspensão do imposto sobre a produção (7%), que é pago pelos produtores, aprovada em junho passado, quando também reduziu o IVA sobre a fatura da eletricidade de 21% para 10% para os utilizadores com até 10 quilowatts (kW) de potência contratada.

Estas duas últimas medidas representam, segundo uma entrevista dada pelo primeiro-ministro espanhol na segunda-feira, "um esforço de perda de receitas muito importante para o Estado", que este ano já ascendeu a 1.400 milhões de euros.

O decreto-lei aprovado também inclui a atribuição de 900 milhões de euros adicionais, até um total de 2.000 milhões, dos leilões de CO2 (dióxido de carbono) para reduzir os encargos do sistema, bem como a realização de leilões de eletricidade que vão permitir liquidez e concorrência nos mercados a prazo.

Os grupos empresariais dominantes na produção de energia elétrica (Endesa, Ibedrola, Naturgy e EDP) vão ser obrigados a oferecer eletricidade em proporção à sua quota de mercado e os retalhistas independentes, bem como os grandes consumidores, poderão adquiri-la e assinar contratos com eles com um período de liquidação de um ano ou mais.

O Ministério da Transição Ecológica espanhol vai aprovar um calendário para estes leilões e o primeiro terá lugar antes do final do ano.

Segundo o Governo espanhol, a aplicação deste plano de choque deixará o esforço económico dos consumidores para cobrir a sua procura de eletricidade em 2021 ao mesmo nível que em 2018, cerca de 600 euros por ano no caso de um consumidor médio de baixa voltagem.

 

 

PUBLICIDADE

 

 

 

Águeda: TIM, em concerto, no Centro de Artes de Águeda
Sex. 24 de Setembro | 21h00

 

 

 


Regras de Verão na Figueira da Foz

 
 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

    

Itens relacionados

Deixe um comentário

Últimos artigos

 

Facebook

em Arquivo


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues