fbpx
segunda-feira, 20 setembro 2021 10:24

Reservas de sangue “ligeiramente abaixo" dos níveis habituais

Partilhar
Reservas de sangue “ligeiramente abaixo" dos níveis habituais foto © DR

“Assim, à data (20 de setembro), os dias de reserva estratégica nacional, considerando as reservas existentes nos hospitais e no IPST, situavam-se entre 21 e 50 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários dos hospitais e entre sete e 35 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários do IPST”, esclarece o documento.

 

 

OInstituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) informou na segunda-feira, 20 de setembro, que as reservas de sangue estão “ligeiramente abaixo dos níveis habituais nesta época do ano”, mas permitem “dar resposta às necessidades dos doentes”.

O IPST adianta em comunicado que “o atual planeamento de Sessões de Colheita e respetivas previsões antecipam uma melhoria da situação”, indicando que “um erro na atualização das reservas de sangue em dador.pt está na origem da questão de uma eventual escassez de dádivas de sangue”.

“Assim, à data (20 de setembro), os dias de reserva estratégica nacional, considerando as reservas existentes nos hospitais e no IPST, situavam-se entre 21 e 50 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários dos hospitais e entre sete e 35 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários do IPST”, esclarece o documento.

Os grupos sanguíneos mais afetados são o “A negativo”, o “O negativo” e o “O positivo”.

O IPST destaca a necessidade de “dádiva regular e faseada ao longo do ano, uma vez que nos hospitais portugueses são necessárias cerca de mil unidades de sangue e componentes sanguíneos todos os dias”, sendo que os componentes "têm um tempo limitado de armazenamento (35 a 42 dias para os concentrados eritrocitários, cinco a sete dias para as plaquetas)". 

Além disso, “os dadores de sangue, sendo homens, só podem realizar a sua dádiva de três em três meses e, sendo mulheres, de quatro em quatro meses”, acrescenta o instituto.

O IPST apela para que “todos os que estejam em condições” de dar sangue o façam, sublinhando que “uma única dádiva de sangue pode contribuir para ajudar a salvar até três vidas”.

Para ser dador de sangue, basta ter entre 18 e 65 anos (o limite de idade para a primeira dádiva é os 60 anos), ter peso igual ou superior a 50 kg e ter hábitos de vida saudáveis. 

 

 

PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

    

 

Partilhar

Itens relacionados

Deixe um comentário

Últimos artigos

 

Facebook

em Arquivo


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues