fbpx
segunda-feira, 22 novembro 2021 12:06

Covilhã: Projeto leva histórias de vítimas de violência doméstica ao palco

Escrito por
Partilhar
Covilhã: Projeto leva histórias de vítimas de violência doméstica ao palco Foto © ON Centro

Produzido pela Quarta Parede, o espetáculo tem um guião desenvolvido a partir de textos autobiográficos de mulheres sobreviventes de violência doméstica e de género que participam no projeto “Rasgar Silêncios”, promovido numa parceria entre a Coolabora, a Câmara Municipal da Covilhã, a Quarta Parede e a Universidade da Beira Interior (UBI).

 

 

Um projeto desenvolvido na Covilhã, no distrito de Castelo Branco, vai levar ao palco histórias de vítimas de violência doméstica, num espetáculo dramatúrgico e performativo que estreia na quinta-feira, Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

Produzido pela Quarta Parede, o espetáculo tem um guião desenvolvido a partir de textos autobiográficos de mulheres sobreviventes de violência doméstica e de género que participam no projeto “Rasgar Silêncios”, promovido numa parceria entre a Coolabora, a Câmara Municipal da Covilhã, a Quarta Parede e a Universidade da Beira Interior (UBI).

A ser desenvolvidas desde março de 2019, as oficinas de escrita autobiográfica já integram 36 mulheres, que recorreram à escrita como ferramenta para lidar com memórias e experiências traumáticas.

“É um projeto que procura contribuir para o combate do silêncio e da indiferença em situações de violência doméstica. Falámos do silêncio das vítimas e também da indiferença da sociedade”, apontou Sílvia Ferreira Pinto, diretora artística do espetáculo.

Segundo explicou, este é um espetáculo que cruza teatro, sonoplastia, luz e vídeo, e que procura “proximidade” com o público, no sentido de gerar “empatia”, e que tenta que o espetador se coloque no lugar daquelas mulheres, mostrando o impacto que a violência doméstica tem na vida das pessoas e na sociedade.

A peça retrata diferentes formas de violência (física, psicológica, sexual, financeira e até virtual) e diferentes mulheres, “para que fique bem claro que a violência doméstica não tem classe, não tem idade ou escolaridade”, frisou Sílvia Pinto Ferreira.

“Estamos a falar de uma grande diversidade de mulheres da atualidade, mas também de outros tempos, porque a violência sobre a mulher está enraizada”, acrescentou.

Apesar de ter como base histórias reais, o trabalho de criação teve a preocupação de assegurar o anonimato das vítimas, sublinhou Graça Rojão, presidente da Coolabora.

O espetáculo vai estrear na quinta-feira, no auditório do Teatro das Beiras, às 21:30. Contará ainda com duas apresentações para o público escolar acima dos 14 anos, que decorrem no dia 26 de novembro, às 11:00 e às 15:00.

Além da peça, o projeto mantém-se com as oficinas de escrita e, até fevereiro de 2022, conta com financiamento do Programa Cidadãos Ativ@s, gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com a Fundação Bissaya Barreto.

 

PUBLICIDADE

 

 

  

 

 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

    

 

 

Partilhar

Itens relacionados

Mídia

Deixe um comentário

Últimos artigos

 

Facebook

em Arquivo


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues