fbpx
sexta-feira, 18 janeiro 2019 00:01

Marinha Grande: Comemoração da revolta dos vidreiros que quiseram derrubar Salazar

Partilhe com os seus amigos!

A comemoração pretende homenagear aqueles que iniciaram um movimento de revolta nacional pela melhoria das condições de vida dos vidreiros mas, acima de tudo, homenagear o espírito de resistência, luta e defesa da liberdade e da democracia, característico do povo da Marinha Grande.

 

Aentrada em vigor do Estatuto Nacional do Trabalho, no ínício de 1934, tornou os sindicatos oficialmente proibidos, fechando o regime, por esta via, qualquer possibilidade a qualquer tipo de contestação organizada às condições de trabalho. 

Neste ano, um pouco por todo o país, os trabalhadores combatem fascização nos sindicatos - a ingerência do regime na ação sindical - , e convocam para 18 de janeiro uma greve geral de carater revolucionário, com o objetivo de derrubar o governo de Salazar.

A insurreição falha, mas na Marinha Grande os operários vidreiros tomam o poder. Apenas por algumas horas, é certo, pois a repressão esmagaria a revolta.

No resto do país, esperavam-se ações iguais, mas em nenhuma outra localidade se repetiu o gesto dos operários marinhenses.

Apesar de fracassada, a revolta dos trabalhadores vidreiros ficou na história como um momento alto da resistência à ditadura de Salazar, e deixou sementes que germinaram, quatro décadas depois, no mês de abril.

 

Para assinalar a data, a Câmara Municipal da Marinha Grande e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira (STIV), assinalam a revolta operária ocorrida naquela data histórica, há 85 anos, com um programa comemorativo que irá recordar pretende homenagear não só, todos aqueles que iniciaram um movimento de revolta nacional pela melhoria das condições de vida da classe trabalhadora, mas também, e acima de tudo, homenagear o espírito de resistência, luta e defesa da liberdade e da democracia, característico do povo da Marinha Grande.

 

Programa das Comemorações do 18 de janeiro de 1934

00h00 | Parque Municipal de Exposições

Salva de morteiros e fogo de artifício.

10h00 | Romagem aos cemitérios

Casal Galego e Marinha Grande, com deposição de flores nas campas dos prisioneiros por participação no movimento operário do 18 de Janeiro de 1934.

11h15 | Desfile "Ontem e Hoje a Luta pelos Direitos"

12h00 | Praça do Vidreiro

Atuação do grupo de percussão Tocándar

Cerimónia pública

15h00 | Biblioteca Municipal (sala áudio-vídeo)

Visionamento do filme com a reconstituição teatral do 18 de Janeiro de 1934, feita na Marinha Grande, em 1998, sob a direção e encenação de Norberto Barroca e que contou com numerosos atores e figurantes anónimos.

20h30 | Foyer Museu do Vidro

Inauguração da exposição "Quando Amanhecerá Camaradas"

21h30 | Casa da Cultura - Teatro Stephens

Concerto com “Os Azeitonas

 

19'JAN

21h30 | Sport Operário Marinhense

Peça de teatro SOM - A Soprar se vai ao Longe

Direção e encenação de Norberto Barroca

Org.: Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira

Apoio: CMMG

 

Acompanhe todas as novidades da Rede ON Centro no Facebook e Instagram

 

Partilhe com os seus amigos!

Deixe um comentário

Últimos artigos

Artigos recomendados

Artigos mais lidos

Instagram ON Centro

Facebook


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues