fbpx

Museu da Resistência e Liberdade quer criar rede de museus pela democracia

Escrito por
Museu da Resistência e Liberdade quer criar rede de museus pela democracia Foto © ON Centro

 

O fórum, intitulado “Uma rede de museus e lugares de memória da oposição e da resistência à ditadura portuguesa", foi criado com o objetivo de elaborar um documento orientador para a criação de uma futura rede que reúna museus, arquivos, associações, fundações e projetos relacionados à resistência e oposição ao regime ditatorial em Portugal.

 

OMuseu Nacional Resistência e Liberdade realizou hoje um fórum com o objetivo de criar uma rede de museus dedicado à resistência e oposição à ditadura portuguesa e criar estratégias para combater novas ameaças aos valores de liberdade e democracia.

O fórum, intitulado “Uma rede de museus e lugares de memória da oposição e da resistência à ditadura portuguesa", foi criado com o objetivo de elaborar um documento orientador para a criação de uma futura rede que reúna museus, arquivos, associações, fundações e projetos relacionados à resistência e oposição ao regime ditatorial em Portugal.

Além disso, o fórum foi igualmente concebido para refletir e criar condições de debate sobre a importância de preservar a democracia, definindo boas práticas e ações de conscientização e educação sobre valores como a liberdade e a resistência.

A diretora do Museu Nacional Resistência e Liberdade (MNRL), Aida Rechena, disse, em declarações à Lusa, que os museus têm o papel de preservar as memórias daqueles que lutaram pela liberdade e de conscientizar as novas gerações sobre a importância dessas lutas.

“Eu acho que este tipo de museus, relacionados com a resistência à repressão e às ditaduras, tem de continuar a desenvolver atividades de conscientização para alertar que a liberdade e a democracia não são valores adquiridos. E esse é um objetivo que o MNRL tem: desenvolver atividades que preservem a memória e consciencializar que existiu uma ditadura em Portugal, para tentar evitar que uma situação destas se repita”, explicou.

Segundo Aida Rechena, os museus devem direcionar as suas atividades para a sociedade atual e abordar questões contemporâneas, como o avanço da extrema-direita, para permanecerem relevantes.

“Temos que direcionar as nossas atividades para a sociedade atual e tentar perceber qual o impacto que temos na sociedade atual, de outra forma não faz sentido os museus estarem a funcionar”, afirmou.

"Os museus têm que estar vocacionados para a contemporaneidade e a extrema-direita é algo que deve ser abordado por estes museus e por esta rede de museus”, acrescentou.

No fórum, que decorreu no Centro Humberto Delgado, em Torres Novas, distrito de Santarém, não só foram realizadas diversos debates sobre a criação de uma futura rede, mas também as atividades concretas que irão ser desenvolvidas por essa rede.

Aida Rechena disse ainda que o Museu Nacional Resistência e Liberdade, que foi inaugurado no passado dia 27 de abril - quando passaram 50 anos sobre a libertação dos presos políticos em Portugal -, tem tido uma grande afluência de visitantes, incluindo escolas, gerações anteriores ao 25 de Abril e turistas estrangeiros, o que “demonstra o interesse pela história da resistência em Portugal”.

“Estes espaços são valorizados e prova disso é a quantidade enorme de visitantes que têm entrado no museu em apenas um mês de funcionamento. Temos tido uma afluência enorme, e há um interesse muito grande” afirmou.

O evento contou com representantes da International Coalition of Sites of Conscience, rede global que agrega mais de 200 entidades que preservam a memória da resistência às ditaduras e da luta pela liberdade, entre museus e sítios de homenagem, uma entidade afiliada no Conselho Internacional de Museus e que tem estatuto consultivo no Conselho Económico e Social das Nações Unidas.

O Museu de Aljube, em Lisboa, o Movimento “não apaguem a memória”, a União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), a Fundação Mário Soares, o Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória da Universidade do Porto (CITCEM), a rede de museus da Médio Tejo e as câmaras de Odivelas, Beja, Marinha Grande, Santarém, Sertã e Grândola foram outros participantes neste fórum.

 

PUBLICIDADE









Programação do Centro de Artes de Águeda

 

 

Siga-nos nas redes sociais


[+] de Youtube ON Centro






 

Shorts ON Centro @ Youtube



Viver a Vida intensamente,
sempre, sempre, sempre! (...)






O Amor é Importante!


 

Bebe, bebe, bebe!




VER MAIS »»»

 

Partilhar

Últimos artigos

Agenda de eventos

Águeda: 'Suécia' no CAA
Águeda: 'Suécia' no CAA
Sex. 14/06 21:30 - 23:00
Sertã: Produtos da Terra
Sertã: Produtos da Terra
Dom. 16/06 09:00 - 18:00
Sertã: X Festival de Cerveja Artesanal (Provart)
Sertã: X Festival de Cerveja Artesanal (Provart)
Qui. 20/06 09:00 - Dom. 23/06 18:00
Lousã: Festas de São João
Lousã: Festas de São João
Qui. 20/06 21:30 - Ter. 25/06
AgitÁgueda 2024
AgitÁgueda 2024
Sáb. 06/07 - Dom. 28/07
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
Ter. 16/07 22:00
Mira: Festas de São Tomé
Mira: Festas de São Tomé
Sáb. 20/07 - Qui. 25/07
Aveiro: Festival Dunas de São Jacinto
Aveiro: Festival Dunas de São Jacinto
Sex. 23/08 - Dom. 25/08
Mira: Campeonato Europeu de Aquabike
Mira: Campeonato Europeu de Aquabike
Sex. 27/09 - Dom. 29/09

Agenda de eventos

Águeda: 'Suécia' no CAA
Águeda: 'Suécia' no CAA
Data Sex. 14/06 21:30 - 23:00
Sertã: Produtos da Terra
Sertã: Produtos da Terra
Dom. 16/06 09:00 - 18:00
Góis: Exposição 'WeNature'
Góis: Exposição 'WeNature'
Seg. 17/06 - Sex. 28/06
Sertã: X Festival de Cerveja Artesanal (Provart)
Sertã: X Festival de Cerveja Artesanal (Provart)
Qui. 20/06 09:00 - Dom. 23/06 18:00
Lousã: Festas de São João
Lousã: Festas de São João
Qui. 20/06 21:30 - Ter. 25/06
Góis: Santos Populares de Góis 2024
Góis: Santos Populares 2024
Sáb. 22/06 21:30
AgitÁgueda 2024
AgitÁgueda 2024
Sáb. 06/07 - Dom. 28/07
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
AgitÁgueda 2024: Manu Chao
Ter. 16/07 22:00
Mira: Festas de São Tomé
Mira: Festas de São Tomé
Sáb. 20/07 - Qui. 25/07
Aveiro: Festival Dunas de São Jacinto
Aveiro: Festival Dunas de São Jacinto
Sex. 23/08 - Dom. 25/08
Aveiro: Nova Agrovouga 2024
Aveiro: Nova Agrovouga 2024
Sex. 15/11 - Dom. 24/11


Sobre nós


Plataforma em rede de comunicação e divulgação

 
A ON CENTRO é uma rede digital de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro e informar junto do público nacional e estrangeiro.

Aceda aqui às notícias de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Santarém e Viseu; e do resto do País.

Other languages


Contactos


Morada

Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email
geral@on-centro.pt

Parcerias
Inês Vicente
oncentro.pt@gmail.com

Telefone (+351)
rede fixa nacional: 239 821 655
rede móvel: 933 075 555

 

 


Redes sociais


 


Newslettter

Subscreva a nossa newsletter para ficar a saber o que de importante acontece na região e no país.

Subscrever