fbpx
  • Boas Festas Aveiro - Município de Aveiro deseja a todos os munícipes, colaboradores, a toda a região, a Portugal e ao Mundo, Festas Felizes!
  • Águeda é Natal

Coimbra: Machado de Castro e Santa Clara-a-Velha dividem quase quatro milhões para conservação e reabilitação

Partilhar
Coimbra: Machado de Castro e Santa Clara-a-Velha dividem quase quatro milhões para conservação e reabilitação Fotos © ON Centro

As intervenções nestes marcos culturais da cidade de Coimbra, que terão início em 2023, representam um investimento de quase 1 milhão e 800 mil euros no Museu Nacional de Machado de Castro e de mais de 2 milhões de euros no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, num valor global de quase 3 milhões de euros para a conservação e reabilitação dos edificados, melhoria das condições de acessibilidade e, também, instalação de redes de wi-fi.

 

 

Aministra da Cultura, Graça Fonseca, esteve na sexta-feira, em Coimbra, para assinar contratos interadministrativos com o Museu Nacional Machado de Castro (MNMC) e com o  Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

As intervenções nestes marcos culturais da cidade de Coimbra, que terão início em 2023, representam um investimento de quase 1 milhão e 800 mil euros no Museu Nacional de Machado de Castro e de mais de 2 milhões de euros no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, num valor global de quase 3 milhões de euros para a conservação e reabilitação dos edificados, melhoria das condições de acessibilidade e, também, instalação de redes de wi-fi.

 

 

A anfiitriã, Maria de Lurdes Craveiro, diretora do MNMC começou por afirmar que "Hoje é um dia mito importante para o património cultural. Tanto quanto sei, arranca hoje o programa que vai permitir inúmeros problemas do património cultural do país, onde se inclui o MNMC, onde se inicia este processo".

 

 

Maria de Lurdes Craveiro, acrescentou ainda que, "no caso concerto do MNMC, haverá ainda outras prioridades que são absolutamente fundamentais, para a cabal dinamização desta casa, nomeadamente a obra da igreja e as peças em reserva, que se encontram fora do edifício".

 

 

Também presente na cerimónia, o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, José Manuel Silva, destacou outro património que a cidade dispõe a necessitar de ser recuperado.

O edil de Coimbra sublinhou a necessidade de cuidar também do "Convento de Santa Clara-a-Nova, que sucedeu ao de Santa Clara-a-Velha, no alto da colina de Santa Clara e um dos locais mais emblemáticos (...) e também a necessitar de uma intervenção mais profunda (...) temos a Rua da Sofia, património mundial, a necessitar de intervenção e requalificação, de ser aberta à fruição de Coimbra, do país e do mundo. (...)

 

 

"Há um longo caminho a percorrer", prosseguiu José Manuel Silva, agradecendo a presença da ministra da Cultura, em Coimbra, "a dar-nos a satisfação e a honra de patrocinar a assinatura do contrato inter-administrativos que vai permitir recuperar estas duas jóias de Coimbra."

 

 

Graça Fonseca, começou por dizer que "assinalamos um momento histórico para a cultura portuguesa, seja pelo que estes contratos significam para a preservação e promoção do nosso património cultural, seja pelo reforço da relação entre o Governo e as comunidades locais".

 

 

"Hoje (sexta-feira, 12 de novembro), assinamos os contratos relativos a estes dois símbolos perenes do património cultural nacional e conimbricense, mas é fundamental referir que este momento simboliza também um investimento estruturado e coeso nos museus, monumentos, palácios, teatros e sítios arqueológicos sem precedentes num passado mais recente e que há décadas era necessário; acrescentou Graça Fonseca.

Segundo ministra, "na visão do Governo, a Cultura faz parte da dimensão estrutural para o futuro de Portugal. Desta forma, o Plano de Recuperação e Resiliência integra uma componente exclusivamente dedicada à Cultura, com um valor global de 243 milhões de euros, focado nas áreas específicas da promoção da transição digital das redes culturais, através da sua modernização tecnológica e da digitalização de artes, literatura e património; e da valorização, salvaguarda e dinamização do património cultural, no sentido amplo de património cultural material, imaterial e natural".

 

 

Este investimento na reabilitação de edifícios públicos classificados abarca a requalificação e conservação de 46 museus, monumentos e palácios nacionais, entre os quais o Museu Nacional de Machado de Castro e o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

 

 

PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga as notícias da Região Centro no FacebookInstagramTwitter e Youtube

    

 

Partilhar

Mídia

© ON Centro

Deixe um comentário

Últimos artigos

Facebook

em Arquivo


Sobre nós

A Rede ON CENTRO é uma rede de comunicação e valorização territorial, que visa promover a região Centro, junto do público nacional e estrangeiro.
Aqui poderá aceder a informação da maior região do país, composta pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

[Saber+]

 


Contactos

Morada:
Rua Simões de Castro, nº 170, 5º B 3000-387 Coimbra

Email:
geral@on-centro.pt
agenda@on-centro.pt

Telefone:
+351 239 821 655 | +351 933 075 555

 

 

Newsletter

Fique a par das novidades da região.

 

Subscrever


Redes Sociais

Other languages

ptzh-CNenfrdeitjakorues